Ordem e progresso

Publicado em 25 de novembro de 2019

Há exatos dez dias, 15 de novembro de 2019, houve o feriado em comemoração à Proclamação da República, acontecimento histórico que suscita questões diversas. Vamos focar em uma delas. Talvez você já tenha ouvido falar da influência do positivismo nos atores responsáveis pela formação da República. Um sinal claro disso é a presença do lema “Ordem e Progresso” na nova bandeira, alusão a uma fórmula do filósofo francês Augusto Comte (1798-1857) recorrente em vários de seus textos: “O Amor por princípio, a Ordem por base e o Progresso por fim”. A menção explícita ao Comte evidencia uma grande influência de sua obra no Brasil no século XIX. Essa influência, porém, não foi apenas passiva, como uma simples menção a uma de suas ideias na bandeira poderia sugerir. O positivismo de Comte foi, na verdade, objeto de discussão de vários filósofos brasileiros desse período: Luís Pereira Barreto (1840-1923), Nísia Floresta (1810-1885), Sílvio Romero (1851-1914), entre outros. Essa história é menos conhecida e, para nela adentrar de maneira adequada, nada melhor que folhear as referências abaixo integralmente disponíveis na internet. Uma ótima leitura!

Muito mais sério:

CANHADA, Julio Miranda. Construções de um século: discursos filosóficos no Brasil oitocentista. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: <https://www.teses.usp.br/…/tde-12052017-155905/pt-br.php>. Acesso em 17 nov 2019.
COMTE, Augusto. Curso de filosofia positiva; Discurso sobre o espírito positivo; Discurso preliminar sobre o conjunto do positivismo; Catecismo positivista. Seleção de textos e traduções de José Arthur Giannotti. São Paulo: Abril Cultural, 1978. (Os Pensadores). Disponível em: <http://www.ldaceliaoliveira.seed.pr.gov.br/…/Colecao_Os…> Acesso em 17 nov 2019.
PINTO, Paulo Margutti. Nísia Floresta, uma brasileira desconhecida: Feminismo, positivismo e outras tendências. Porto Alegre: Editora Fi, 2019. Disponível em: <https://www.editorafi.org/536nisia>. Acesso em 17 nov 2019.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: