Uma só andorinha não faz verão

Publicado em 13 de novembro de 2019

Sim, o famoso ditado popular “uma só andorinha não faz verão” foi enunciado por Aristóteles (384 a.C. – 322 a.C), em uma célebre passagem de seu livro “Ética a Nicômaco”: “[…] o bem do homem nos aparece como uma atividade da alma em consonância com a virtude, e, se há mais de uma virtude, com a melhor e mais completa. Mas é preciso ajuntar ‘numa vida completa’. Porquanto uma andorinha não faz verão, nem um dia tampouco; e da mesma forma um dia, ou um breve espaço de tempo, não faz um humano feliz e venturoso”. Tampouco faz um humano feliz e venturoso explicar, de imediato, essa passagem. Aos leitores dessa página-andorinha, deixo para vocês a interpretação do trecho acima 😉

Muito mais sério:
ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. Tradução de Pietro Nasseti. São Paulo: Martin Claret, 2006.
Edição Os Pensadores (Aristóteles). Disponível em: <https://abdet.com.br/…/wp-content/uploads/2014/12/Ética-a-N…>
BARNES, Jonathan. Aristotle: A Very Short Introduction. Oxford: OUP, 2001.
Verbete SEP: https://plato.stanford.edu/archi…/win2016/entries/aristotle/>

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: