Falsos dilemas

Publicado em 04 de maio de 2020

Depois do dilúvio de falsos dilemas nos últimos meses, nada como explicar, rapidamente, em que consiste essa falácia e como evitá-la. Afinal de contas, o que está em jogo não é o maravilhoso poema da Cecília Meireles: “Ou se tem chuva e não se tem sol/ ou se tem sol e não se tem chuva! / Ou se calça a luva e não se põe o anel, / ou se põe o anel e não se calça a luva! / Quem sobe nos ares não fica no chão, / Quem fica no chão não sobe nos ares. / É uma grande pena que não se possa / estar ao mesmo tempo em dois lugares! / Ou guardo dinheiro e não compro o doce, / ou compro o doce e não guardo o dinheiro. / Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo… / e vivo escolhendo o dia inteiro! / Não sei se brinco, não sei se estudo, / se saio correndo ou fico tranquilo. / Mas não consegui entender ainda / qual é melhor: se é isto ou aquilo.”